quinta-feira, 4 de abril de 2013

Caetanos: Justiça manda prefeito pagar servidores

Juiz Álerson do Carmo Mendonça.
O juiz da Vara Cível da Comarca de Poções, Álerson do Carmo Mendonça, concedeu ordem liminar para que o prefeito de Caetanos regularize imediatamente o pagamento dos salários de diversos servidores filiados ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Caetanos (SINSERC) e que se encontram atrasados desde o mês de dezembro de 2012. Os membros da diretoria e diversos servidores filiados ao SINSERC estão sendo vítimas de diversas perseguições por parte de agentes públicos da administração de Caetanos, além do constante assédio e das ameaças com a finalidade de obrigar os servidores a se desfiliarem da entidade sindical. Para o advogado Kleber Silva, assessor jurídico do SINSERC, “é uma pena que, em pleno Século XXI e num Estado Democrático de Direito, gestores públicos ainda se ocupam em promover ações que atentam contra os princípios constitucionais da legalidade e da moralidade e que devem nortear a Administração Pública”. Acrescenta, ainda, que “a Justiça tem sido diligente em frustrar que tais arbitrariedades frutifiquem no seio de nossa sociedade, resguardando o ordenamento jurídico vigente e os direitos fundamentais e sociais dos cidadãos”.  A presidente do Sinserc, Adriana Carvalho, disse que os servidores têm se mantido unidos num único propósito: a defesa intransigente dos interesses e direitos consignados em lei em favor dos servidores públicos municipais”. Para o vice-presidente Flávio Gomes, “se a Administração Municipal promover ações que venham favorecer os servidores municipais terá todo o apoio da categoria, caso contrário, não haverá alternativa senão a adoção das medidas sindicais e judiciais cabíveis”.  O sindicato tem contado com o apoio incondicional da maioria dos vereadores de Caetanos, em especial do presidente Ênio Dias. Também tem incentivado a luta do sindicato o vereador Fernando Vasconcelos, filho de Caetanos, e o deputado estadual Jean Fabrício Falcão, “amigo das causas sindicais”. 
FONTE: BLOG DO ANDERSON.

Postar um comentário