sábado, 28 de junho de 2014

Copa do Mundo: A seleção que dançar, dançou…

Por Ubaldino Figueiredo
Agora é tudo ou nada, pois vai começar o mata-mata, e a seleção que perder volta pra casa mais cedo. Esta Copa do Mundo cheia de surpresas e fatos inusitados começa a sua fase de definição daquelas equipes que chegarão à reta final. Desta feita as seleções do continente americano formam a maioria, pois são cinco da America do Sul, uma da Central e, duas do norte.
O continente europeu classificou somente seis seleções e, a África que mostrou a evolução do seu futebol, principalmente com a orientação de treinadores estrangeiros, classificou duas seleções; Nigéria e Argélia terão a incumbência de honrar o continente que nunca teve uma seleção nas finais de uma Copa do Mundo. Alguns fatos curiosos surgiram nessa primeira fase da competição, que deixaram marcas e, por certo, farão parte do anedotário do futebol, tal como, seleções que só entraram em campo depois de receber o prêmio, em dinheiro, exigido pelos jogadores, a mordida do Suarez no Giorgio Chiellini, a participação do goleiro Faryd Camilo Mondragón, da Colômbia, como o atleta mais velho a participar de uma Copa, com 43 anos e 3 dias, superando o camaronês Roger Millar, em 1994; eliminação da seleção de  Portugal, da qual se esperava uma melhor participação, pois contava com o melhor jogador do mundo, o Cristiano Ronaldo, que marcou apenas um gol; a eliminação da Espanha, atual campeã do mundo, e também, o fato de três jogadores terminarem a primeira fase, com quatro gols marcados, cada um, Neymar, Messi e Muller.
Terminada a primeira fase, a partir de amanhã, até o dia 01 de julho, quando Bélgica, uma das sensações desta Copa, enfrenta os Estados Unidos, outra grande surpresa, aí então saberemos quais as oito melhores seleções que chegarão à reta final. É só aguardar pra ver.
Postar um comentário